Aumento de inadimplentes em Agosto.

De acordo com uma pesquisa realizada pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), após 6 meses consecutivos de queda, o país voltou a registrar aumento no total de endividamentos em Agosto.

58% de famílias relatarem ter dividas no mês de Agosto, o que representa um aumento de 0,3 pontos porcentuais em relação aos 57,7% observados em julho, embora seja menor na comparação anual, onde foram observados 62,7% em Agosto de 2015, ainda com 4,7 pontos porcentuais.

Os números de Agosto também indicam um aumento no porcentual das famílias que possuem dívidas em atraso – seja no cheque pré-datado, cartão de crédito, cheque especial, carnê de loja, empréstimo pessoal, prestação de carro ou seguro. Esse número subiu 24,4% em Julho, um aumento de 2 pontos porcentuais em relação a Julho – 22,9% –, mantendo ainda um patamar elevado. Em Agosto de 2015, o porcentual de endividamento das famílias era de 22,4%.

A pesquisa constatou que o tempo médio de atraso para pagar as dívidas foi de 63,3 dias. Já o tempo médio de comprometimento com as dívidas é de 7,2 meses, sendo que 34,9% possuem dívidas por mais de um ano. Do total das famílias brasileiras, 21,6% têm mais da metade da sua renda comprometida com o pagamento de dívidas.

Para 76,5% das famílias endividadas, o cartão de crédito é o principal tipo de dívida, seguido de carnês (15,3%) e financiamento de carro (11,1%).

Você também vai gostar de:


Equipe UnitFour, informações certas de um jeito inteligente.

Deixe uma resposta