Em 2020 até 50 bilhões de dispositivos estarão conectados à internet

O tema internet é um dos principais temas comentados nas principais feiras de tecnologia, por estar cada vez mais presente no nosso dia a dia e contar com novos dispositivos conectados diariamente. Um dos principais motivos é a movimentação financeira que este mercado deve gerar nos próximos anos.

De acordo com números divulgados pela empresa de consultoria Gartner, são previstos um total de 6,4 bilhões de dispositivos conectados até o final de 2020. Segundo um relatório da Cisco, divulgado pelo CEO John Chambers durante a Mobile World Congress, a indústria da Internet deverá valer US$ 309 bilhões até 2020.

O executivo da Cisco acredita que até a próxima década essa indústria irá movimentar US$ 19 trilhões em benefícios econômicos para o setor.

Os números foram baseados de acordo com o crescimento de ofertas de dispositivos conectados. Em 1984 apenas 1.000 dispositivos estavam conectados à internet. Em 2010 esse número subiu para 10 bilhões. E a expectativa é que até 2020 ultrapasse a marca de 50 bilhões.

“Estamos nos aproximando rapidamente de um mundo onde o agregado familiar médio de banda larga contém dez dispositivos de vídeo habilitados. Isto significa que cada televisor em cada casa com internet banda larga será cercado por mais três dispositivos conectados”, disse Merrick Kingston, analista sênior de tecnologia de banda larga no IHS, de acordo com o Home Media Magazine.

A Ásia será a maior responsável pelo crescimento, já que a previsão é que entre 2013 e 2017 existam mais de 1,9 bilhão de aparelhos conectados, o dobro do estimado para os Estados Unidos e Europa Ocidental no mesmo período. A África deve contribuir com mais 145 milhões de dispositivos habilitados nos próximos quatro anos.

Em 2017, smartphones e tablets devem ser os principais reprodutores de vídeo, já que representarão 67% dos aparelhos, frente a 23% de computadores – que em 2005 eram 93%.

Deixe uma resposta