As redes sociais são aliadas da cobrança?

Com o alto índice de inadimplência em 2015 as empresas de cobrança encontram oportunidades para alavancar os seus serviços. Apenas em Abril, o Centro Oeste do Brasil registrou 95 mil novos consumidores no banco de dados do Indicador Regional de Inadimplência, calculado pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL). Ou seja, somente esta parcela do pais cresceu em 3,98% no acumulado dos quatro primeiros meses do ano, o maior ritmo entre todas as regiões do País – a média nacional ficou em 3,39%.

Mas com esse grande crescimento de devedores, qual é a melhor estratégia para encontrar os inadimplentes e recuperar o crédito? As redes sociais podem ser uma aliada, desde que sejam respeitadas as medidas e respaldo jurídico, principalmente para não invadir, denegrir ou expor a privacidade do indivíduo.

De acordo com uma pesquisa realizada pelo IBGE, metade dos brasileiros está conectada, consequência da popularização dos meios eletrônicos. Neste cenário, o Facebook e outras redes sociais podem ajudar consideravelmente a localizar devedores de forma mais simples.

De acordo com Gledson Santos, engenheiro, gerente de negócios na Telefônica|Vivo e especialista em TI e telecomunicações, a presença nas redes sociais permite uma abordagem mais branda e pacífica, possibilitando uma abordagem indireta, onde a empresa pode enviar demonstrações de como saldar dívidas, opções de descontos de acordo com os prazos oferecidos, canais de dúvidas e esclarecimentos. A abrangência das redes também permite não só a possibilidade desse público aprender a saldar suas dívidas, mas uma educação financeira que lhe servirá posteriormente.

Muitas empresas já estão utilizando as redes sociais como um trunfo para aumento de recuperações dos clientes “ilocalizáveis”.  Ou seja, a partir do momento em que todas as regras de cobrança foram cumpridas e, mesmo assim, o devedor não for localizado, é válido o uso das redes sociais. Visto que a localização do inadimplente é um dos desafios na área de recuperação do crédito, a utilização de outros serviços de localização são fundamentais para o sucesso.

De acordo com pesquisa realizada pelo Instituto Geoc, a localização de 71% dos devedores mostra a eficiência das redes sociais, número bem acima da média de 40% quando utilizados os cadastros de birôs de crédito para a mesma função. Muitas vezes, a localização de devedores é um dos gargalos das empresas de cobrança, que às vezes não possuem um cadastro atualizado de 100% dos seus clientes e em caso de inadimplência, não têm como cobrá-los.

Além disso, a localização de inadimplentes pelas redes sociais é positiva até para quem está em débito no mercado. Isso porque há devedores que não conseguem localizar seu credor e outros que nem sabem que estão devendo, o que ajuda tanto a empresa de cobrança quanto o próprio indivíduo endividado.

Para a UnitFour, esse indicador já estava bastante claro no inicio de 2014, quando a empresa fornecedora de dados passou a investir em uma atualização de seu sistema de busca, o InTouch, para que o mesmo retorne a busca de perfil de Facebook. Os clientes da UnitFour já tem acesso à essa novidade e conseguem buscar os perfis de devedores em uma só ferramenta.

Para saber mais sobre essa solução inovadora, entre em contato através do e-mail contato@unitfour.com.br.

Veja mais:

Deixe uma resposta