Luxo nas Nuvens

Inovação e luxo são as palavras da vez no mercado de companhias aéreas. As empresas estão cada vez mais focadas em desenvolver produtos e serviços de alta qualidade para atender as exigências dos consumidores. Existem algumas novidades acontecendo e nós vamos falar um pouco sobre isso nessa matéria.

A AirFrance acabou de trazer para o Brasil novas cabines e opções de classe para viagens internacionais. Uma das opções é a Premium Economy, uma classe Econômica aprimorada, ela é mais espaçosa, tem encosto de cabeça ergonômico e tela touch screen maior. Tem também a opção da Classe Business, que permite o passageiro reclinar a poltrona em 180º e cada passageiro conta com uma estrutura em curva ao redor da poltrona, que proporciona privacidade. A terceira opção é a La Première, que além de todos os benefícios das primeiras, tem uma cortina de isolamento privativo para o passageiro, tela touch screen de 24 polegadas e uma nécessaire de cosméticos Givenchy.

Achou muito?

A Etihad Airways, companhia aérea dos Emirados Árabes foi além. Essa empresa criou suítes privativas de luxo dentro do avião, essas cabines se chamam The Residence. Cada suíte conta com três quartos, sala de estar, banheiro grande, mordomo e chef gourmet para preparar as refeições. Para os clientes mulçumanos, eles desenvolveram uma área específica para orações equipada com um aplicativo chamado Qibla-Finder, que mostra a direção exata da Meca em tempo real.

A grande questão é: será que esse tipo de passagem aérea terá uma boa aceitação no Brasil?

Segundo o Wellington Galvão, sócio diretor da UnitFour, esse tipo de viagens aéreas de luxo terão sim uma boa aceitação no mercado brasileiro, principalmente para viagens internacionais as quais o período de tempo dentro da aeronave é longo.

Obviamente que as empresas precisarão fazer uma análise estratégica em sua base de clientes, para encontrar o target específico que tenha propensão à comprar esse tipo de passagem. Para isso, Wellington indica os serviços de Mailing e Enriquecimento de Bases da UnitFour. Com ele as empresas podem segmentar sua carteira de clientes e ter um maior controle sobre suas ações de marketing.

Quanto às novidades em passagens aéreas, Wellington afirma ter total interesse em investir mais se o retorno for um maior conforto durante o voo. Ele que está sempre viajando, a trabalho ou a lazer, acredita que o processo de viajar como um todo já é bastante cansativo e, tudo o que as companhias aéreas puderem fazer para melhorar a experiência do consumidor é válida.

Deixe uma resposta