Já pensou em ter um seguro de vida?

O assunto seguro de vida não é nada popular entre os brasileiros. Na verdade, muitas pessoas tem preconceito contra o serviço, pois acreditam que o mesmo está diretamente relacionado à sua própria morte ou a de um ente querido, e preferem não pensar no assunto com antecedência. A questão é que evitando o assunto, as pessoas deixam de se prevenir para momentos de dificuldade e acabam passando por situações desagradáveis que poderiam ser evitadas caso tivessem um seguro.

O que muitos não sabem é que o seguro de vida não serve somente para a hora da morte. Mas também pode cobrir acidentes em viagens nacionais e internacionais, indenização ou ajuda no tratamento para diagnóstico de câncer, auxilio em casos de incapacidade temporária (ideal para autônomos), além de descontos em parceiros como academias e restaurantes. Os jovens também precisam pensar no assunto, pois trata-se de uma prevenção e quanto antes se planejar, melhor. O valores são variáveis, é possível adequar o custo do seguro de acordo às suas necessidades e o tamanho do seu bolso.

Para empresários é possível fazer uma apólice de seguro entre sócios, que permite a troca do risco de morte pelo planejamento sucessório da empresa. Esse tipo de seguro resguarda a empresa de uma liderança não qualificada ou preparada que possa colocar em risco o futuro e crescimento da mesma.

Segundo o Gabriel Teixeira, sócio e superintendente da UnitFour, pensar em um seguro de vida é algo que todos os brasileiros deveriam fazer. Com apenas 25 anos ele fechou a sua apólice. Sua iniciativa foi impulsionada por experiência de familiares e amigos que, infelizmente por não terem um seguro, tiveram que enfrentar dores de cabeça em momentos de dificuldade. A preocupação com sua família foi o fator principal da decisão tomada, atualmente Gabriel não tem filhos, mas acredita que esse é mais um dos motivos para ter negociado sua apólice. Segundo ele, com crianças na família o orçamento fica mais apertado e certas coisas deixam de ser prioridade para o casal.

Portanto, se você ainda não tem um seguro de vida, está na hora de começar a pensar no assunto e fazer um orçamento. É melhor estar prevenido para driblar as adversidades da vida.

Deixe uma resposta